PALESTRANTES

É consultor internacionalmente reconhecido em engenharia e gestão ferroviária. Através da sua empresa, Iron Moustache, concluiu projetos na Austrália, China, Índia, África do Sul, Escandinávia e EUA. Aposentou-se em 2013 como Gerente Geral de Via Permanente e Infraestrutura na Canadian Pacific, onde era responsável pelos padrões de trilhos e estruturas, manutenção, projeto de pontes, grupos geotécnicos e processos de inspeção de trilhos. Ele teve uma carreira de 32 anos na Canadian Pacific, em engenharia, gerenciamento de materiais e sistemas e manutenção de Via Permanente. Ele também trabalhou com o Conselho Nacional de Pesquisa do Canadá (NRCC) como Gerente Geral da divisão Ferroviária, com os Laboratórios de Pesquisa da BHP em Melbourne e com a Queen's University em Kingston, Ontário, onde possui mestrado em Engenharia Civil. Ele é ex-presidente do Conselho da Associação Internacional de Heavy Haul (IHHA) e ex-presidente da CPCS Transcom Limited. O Sr. Roney é ex-presidente da Associação Americana de Engenharia e Manutenção Ferroviária (AREMA) e faz parte do Conselho Editorial do Instituto de Engenheiros Mecânicos do Journal of Rail and Rail Rapid Transit.

MICHAEL RONEY

Gerente Geral de Planejamento e Capital da Transnet Freight Rail. Ex-Presidente do Conselho da International Heavy Haul Association (IHHA onde forneceu liderança estratégica à diretoria da IHHA em relação aos avanços tecnológicos das Operações Ferroviárias de Transporte Pesado em todo o mundo. Um executivo experiente com um histórico de sucesso de mais de 18 anos nos setores de transporte, manufatura, mineração industrial e mercado de serviços públicos. Possui credenciais no desenvolvimento de planos estratégicos de longo prazo, incluindo análise de mercado para demanda futura, identificação de restrições de capacidade e introdução de intervenções para preencher lacunas. Experiência prática em gestão de ativos no ciclo de vida visando garantir o máximo retorno do capital investido. Um executivo atuante nas principais áreas de negócios, como formulação e implementação de estratégias, gerenciamento de projetos, gerenciamento financeiro, melhoria de operações e projetos.

BRIAN MONAKALI

Possui graduação em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (1981), mestrado em Engenharia Geotécnica pela Universidade de São Paulo (1987), tendo feito pesquisa para seu mestrado no Institut Fuer Grundbau und Bodenmechanik - Eidgenoessische Technische Hochschule Zürich, ETHZ, Suíça, onde permaneceu de 1984 a 1986. Retornou à mesma Instituição suíça para seu doutorado sanduíche com bolsa da FAPESP (1988-1989) e finalizou seu doutorado em Engenharia de Transportes pela Universidade de São Paulo (1995). Realizou sua Livre-Docência em 2001 e tornou-se em 2006 Professora Titular da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, da qual é docente desde 1986. Foi a Chefe do Departamento de Engenharia de Transportes da Escola Politécnica da USP por 7 anos no total, cargo que ocupou até março de 2014. É atualmente diretora da Escola Politécnica (2018-2022). Atua na área de Infraestrutura de Transportes: Vias Urbanas, Rodovias, Aeroportos e Ferrovias. Formou diversos alunos de graduação, de mestrado e de doutorado; supervisionou pós-doutorados; é autora do Livro Pavimentação Asfáltica: Formação Básica para Engenheiros, juntamente com Laura M.G.Motta, Jorge A P Ceratti e Jorge B. Soares; publicou mais de 160 trabalhos; foi editora da Transportes, de 1999 a 2003; coordena projetos de pesquisa financiados por órgãos de fomento, agências e por empresas públicas e privadas; foi coordenadora da Comissão de Asfalto do IBP - Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustível em 2007, coordenou o 19o. Encontro de Asfalto em 2008, e coordenou a área científica do Congresso Brasileiro de Rodovias e Concessões em 2009 e em 2011.

LIEDI LEGI BARIANI BERNUCCI

Nii Attoh-Okine é professor titular no departamento de Meio Ambiente e Engenharia Civil da Universidade de Delaware. Recebeu seu Diploma de Mestrado em Mecânica Aplicada pelo Instituto de Engenharia Civil de Rostov-on-Don, Russia. Ele também recebeu o título de PhD em Engenharia Civil e Minor em Estatística pela Universidade de Kansas, Estados Unidos em 1992. Sua linha de pesquisa está voltada a área de inteligência computacional e Big Data em infraestrutura de sistemas. Tem aplicações de várias técnicas de inteligência computacional ao setor Ferroviário mundial incluindo Bayesian Networks, Belief Functions and Rough Sets. Dr. Okine possui publicações em gestão de incerteza, redes neurais e análise tensorial. Possui publicações em periódicos como: Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE), American Society of Civil Engineers (ASCE), American Railway Engineering and Maintenance of Way Association, and Canadian Journal of Civil Engineering. Realizou pesquisas com a Federal Highway Administration (FHWA), Federal Railway Administration (FRA), National Science Foundation (NSF) and ASCE. É membro do corpo editor da ASCE/American Society of Mechanical Engineers (ASME) Journal of Risk and Uncertainty, ASCE Journal of Computing in Civil Engineering and Journal of Civil Engineering and Building Materials. Atualmente ministra aulas de graduação e pós-graduação em probabilidade e estatística, análise de dados avançada e previsão. Participou de diversas bancas de avaliação e orienta diversos alunos.

DR. NII ATTOH-OKINE

Richard Stock tem mestrado e doutorado em ciências materiais pela Universidade de Leoben, Áustria. Richard trabalhou por 12 anos na Voestalpine, na Áustria, no departamento de P&D e em atendimento técnico ao cliente. Ele era responsável por problemas com desgaste e RCF em trilhos e foi gerente de projetos em várias colaborações com universidades nacionais e internacionais. Ele também participou do projeto Innotrack da União Européia lidando com a simulação de contato roda x trilho, a influência da dureza do trilho no desgaste, RCF e manutenção de trilhos. Entre março de 2010 e novembro de 2010, Richard foi destacado para a KELSAN Technologies (agora LB Foster Rail Technologies) em Vancouver, em um programa de colaboração e pesquisa entre a LB Foster e a Voestalpine Schienen GmbH. Em setembro de 2013, Richard ingressou na LB Foster Rail Technologies em Burnaby / Canadá na posição de Gerente de Tecnologia Ferroviária. Nessa posição, ele foi responsável por vários processos e projetos de P&D, para gerenciar colaborações com universidades e para interação técnica de alto nível com clientes. Além dessa função de P&D, Richard também liderava o grupo de Engenharia de Aplicações que fornece suporte para a condução e análise de testes de campo. Desde abril de 2017, Richard começou a trabalhar para a LINMAG Rail Milling Services e a LINSINGER Áustria como Gerente de Tecnologia de Fresamento. Nesta função, ele é responsável por promover a tecnologia de fresamento LINSINGER na América do Norte e fornecer suporte com relação a problemas relacionados a contato roda trilho. Além disso, Richard também está representando as duas empresas globalmente em comitês normativos, conferências, workshops e feiras. Richard é membro do Comitê AREMA 4, APTA Track e Noise / Vibration Technical Forum e OVG (Sociedade Austríaca de Ciência do Tráfego).

RICHARD STOCK

Dr. Rudolf SCHILDER é consultor ferroviário internacionalmente reconhecido. Formado em Engenharia Civil pela Universidade Técnica de Graz - Áustria. Doutor também pela Universidade Técnica de Graz. Com mais de 35 anos de experiência no mercado Ferroviário ocupou diversos cargos na OBB (Ferrovia Austríaca) como: Gerente de Superestrutura e Construção, Gerente de Via Permanente, Planejamento e Infraestrutura. Desde 2013 é sócio na empresa ARTS Schilder & Partner GmbH. Entre 2008 e 2014 foi Diretor e membro do conselho da empresa WWG GmbH e também Diretor na ARCC GmbH and ARCC GmbH & Co KG. Dr. Schilder é membro do comitê Austríaco de normas (ÖNORM), do ÖVG (Austrian Society for Transport Science Working, Committee for Railway Technology), VDEI (Association of German Railway Engeneering), AREMA (American Railroad Engineering and Maintenance-of-Way Associatian), DACH (Co-operation between DB, ÖBB and SBB), CEN (European Committee for Norming), CER (European Railways Association), UIC (International Railways Association) e ERA (European Railways Agency). Já apresentou diversos trabalhos em congressos internacionais.

DR. RUDOLF SCHILDER

Rainer Wenty, engenheiro mecânico, é gerente de marketing estratégico da Plasser & Theurer na sede da empresa em Viena, Áustria. Ele está na empresa desde 1967 e tem ampla experiência internacional em tecnologia ferroviária, manutenção e construção de via permanente - tanto técnica quanto economicamente. O Sr. Wenty também é autor de vários artigos técnicos. Ele é co-autor do livro de melhores práticas Heavy Haul e participou como apresentador em Workshops do IHHA. Rainer Wenty também é co-fundador e membro do grupo de conjunto em subestrutura de vias da Áustria, Alemanha e Suíça. Sr. Wenty é membro da OVG (Austrian Society of Traffic Science) - Presidente da Seção de Viena da OVG, membro da VDEI (Associação de Engenheiros Ferroviários Alemães) e membro da AREMA (EUA).

MR. RAINER WENTY

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2000), mestrado e doutorado em Engenharia de Transportes pela Universidade de São Paulo (2005 e 2011, respectivamente). É professora de graduação e do Programa de pós-graduação em Engenharia de Transportes da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EPUSP). É coordenadora do Laboratório de Inovação em Vias Metroferroviárias (LIM) da EPUSP. Complementarmente, atua como pesquisadora junto ao Laboratório de Tecnologia de Pavimentação do Departamento de Engenharia de Transportes da EPUSP. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Infraestrutura de Transportes, atuando em temas relativos à pavimentação rodoviária e ferroviária, principalmente no âmbito de materiais, como agregado reciclado de resíduo de construção e demolição, misturas asfálticas mornas e lastro de ferrovias.

ROSÂNGELA DOS SANTOS MOTTA

Especialista Ferroviário na empresa MRS Logística S.A. Mestre em Infraestrutura de Transportes pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo onde também realiza doutorado. Possui Pós-Graduação pela Universidade de Delaware (USA) onde faz parte do programa de Engenharia e Segurança Ferroviária que se dedica a fornecer educação e pesquisa avançada em engenharia ferroviária, segurança, operações e economia para a indústria ferroviária internacional. Engenheiro Civil formado pela Universidade Federal do Pará (UFPA) com ênfase em Infraestrutura de Transportes e Geotecnia, atua em temas relativos ao Transporte Ferroviário, principalmente no âmbito de materiais aplicados à pavimentação. Atua como pesquisador no Laboratório de Tecnologia de Pavimentação do Departamento de Engenharia de Transportes da Escola Politécnica da USP desde 2012. Possui artigos publicados em periódicos, congressos nacionais e internacionais.

ANTONIO MERHEB

Carlos é Engenheiro de Software e Gerente de Projetos e faz parte da equipe GREX responsável pelo desenvolvimento de soluções de automação e tecnologia para o setor ferroviário. Por quase 20 anos, Carlos trabalhou em modelagem e programação numérica científica, estatística, previsão de climática e coordenação de produtos. Ele publicou dezenas de artigos científicos e tem patente nos EUA aprovada em tecnologia e inovação. Carlos criou o projeto Ingenious Mindz para ensinar robótica para crianças do ensino médio em todo o mundo. Ele tem mais de 5 anos de experiência trabalhando em integração de hardware e software. Formação: Carlos é bacharel em Física, mestre em ciências pelo Instituto Brasileiro de Pesquisas Espaciais; e completou cursos de doutorado em Oceanografia Física na Universidade de Columbia, da NASA e de outros centros de aprendizagem internacionais.

CARLOS REPELLI

Chris é Gerente de Produto – Trilho na Loram Maintenance of Way. Ele é responsável pelo gerenciamento do portfólio de produtos ferroviários da Loram, incluindo desempenho, rentabilidade e competitividade. Chris está na Loram há 9 anos, principalmente no departamento de engenharia, na construção, projeto e comissionamento de Esmerilhadoras, com foco em ferrovias na Europa durante esse período. Ele recentemente assumiu o papel de gerente de produto. Chris tem um B.S. em Engenharia Mecânica pela University of North Dakota e um M.S. em Gestão de Tecnologia da Universidade de St. Thomas.

CHRIS LIDBERG

Doutor em Engenharia Civil (2005), Mestre em Estruturas de Engenharia Civil (1994) e Engenheiro Civil (1991) pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e Mestre em Gestão de Empresas (2009) pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE). Realizou uma Pós-Graduação em Gestão, Estratégia e Desenvolvimento Empresarial e uma Pós-Graduação em Gestão de Projetos, ambas no ISCTE. É Investigador Principal com Habilitação do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), Chefe do Núcleo de Infraestruturas de Transportes do LNEC e Professor Catedrático Convidado da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). Foi consultor de diversas empresas de projeto, fiscalização e construção de obras de engenharia civil. Tem desenvolvido investigação, nomeadamente, nas áreas da concessão, construção, renovação, caracterização, monitorização, modelação física e numérica, e análise do comportamento de infraestruturas de transporte e respetivos materiais. Ao longo de mais de 25 anos de carreira profissional tem participado em diversos projetos de investigação programada e estudos de desenvolvimento tecnológico, dos quais resultaram mais de três centenas de trabalhos publicados, onde se incluem teses, artigos científicos e relatórios técnicos. Lecionou em diversas universidades portuguesas, proferiu várias palestras em Portugal e no estrangeiro e integrou júris de provas acadêmicas, grupos de trabalho e comissões técnicas.

EDUARDO FORTUNATO

O Dr. Thomas GABET é pesquisador do IFSTTAR, o Instituto Francês de Ciência e Tecnologia para Transporte, Desenvolvimento e Redes. Trabalha desde 2013 no laboratório de Materiais para Infraestruturas de Transporte (MIT), no departamento de “materiais e estruturas”. O Dr. Gabet obteve um PhD da Universidade de Grenoble, França, trabalhando com o tema de concretos de cimento sob cargas extremas, no âmbito de uma bolsa de doutorado financiada pelo Ministério da Defesa francês. Ele ingressou na IFSTTAR como pesquisador em 2009, para trabalhar na caracterização mecânica e modelagem estrutural de materiais asfálticos e reciclagem de materiais asfálticos, a fim de melhorar a durabilidade e a sustentabilidade das infraestruturas de transporte. Atualmente, a Thomas GABET está fortemente envolvida na aplicação de materiais asfálticos em infraestruturas inovadoras, como estruturas ferroviárias com subcamadas de asfalto e vias sem lastro em camadas de concreto asfáltico, no âmbito de projetos nacionais com a empresa francesa Railway (SNCF). Ele também está envolvido em pesquisas sobre soluções de estradas eletrificadas para o fornecimento de veículos elétricos.

THOMAS GABET

Gerente de Desenvolvimento de Negócios da Siemens responsável pelos negócios de mineração, industrial e ferrovias de carga. Participou de diferentes projetos de sinalização ferroviária no mundo (Brasil, EUA, Moçambique, Austrália) envolvendo diversas tecnologias como PTC e Sistema Europeu de Controle de Trens (ETCS). É membro ativo dos programas Railway European Innovation Shift2Rail, STARS e NGTC no campo do posicionamento por satélite. Ele possui um MBA Executivo pela IE Business School e um Mestrado em Engenharia de Computação.

ANDRÉS PAZOS

Graduado na Escola de Engenharia da Universidade Federal Fluminense. Mestre e Doutor em Ciências em Engenharia Civil pela COPPE/UFRJ. Professor Titular das disciplinas FUNDAÇÕES e MECÂNICA DOS SOLOS em diversas instituições de ensino. Ocupou os cargos de Engenheiro nas empresas Tecnosolo S.A., Geotécnica S.A., Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA). Atualmente é Engenheiro-Sócio da Muniz & Spada desde 1996. Com trabalhos desenvolvidos no Brasil, América do Sul, América Central, América do Norte e África.

LUIZ FRANCISCO MUNIZ DA SILVA

Possui graduação em engenharia mecânica pela Universidade de São Paulo (2006) e doutorado em ciências pela Universidade de São Paulo (2012). De 2012 a 2014 desenvolveu pós-doutorado na Escola Politécnica (USP) com parte do trabalho na Leibniz Universität-Hannover, Alemanha, na área de mecânica computacional de contato entre estruturas de vigas. Defendeu em 2018, na Escola Politécnica (USP), sua tese de livre-docência, sendo o trabalho intitulado: "Modelagem computacional do contato pontual entre corpos: uma visão integrada". É atualmente professor da Escola Politécnica (USP) no Departamento de Engenharia de Estruturas e Geotécnica, atuando em níveis de graduação e pós-graduação. Possui experiência na área de mecânica de estruturas oceânicas (risers) e mecânica computacional de estruturas não lineares. Tem trabalhado no desenvolvimento de modelos de contato entre corpos, em particular, para aplicações envolvendo vigas e cascas. É desenvolvedor de um código próprio de elementos finitos (GIRAFFE) para aplicações em modelos com alta não linearidade geométrica e contato, já tendo utilizado esse código em diversas aplicações, desde estruturas oceânicas, turbinas eólicas, simulações de tecidos, simulações de mecanismos flexíveis, dentre outras. Maiores detalhes das linhas de pesquisa e do programa GIRAFFE podem ser encontrados em: http://sites.poli.usp.br/p/alfredo.gay.

ALFREDO GAY NETO

Louisa Stanlake é líder de grupo de suprimentos da LB Foster Rail Technologies em Vancouver, Canadá. Ela é responsável pelo desenvolvimento de produtos, fabricação e controle de qualidade dos modificadores de atrito Top-of-Rail da LB Foster, das graxas de face de bitola, dos lubrificantes sólidos de flange e dos modificadores sólidos de atrito. Louisa trabalha na LB Foster Rail Technologies desde 2010, após indicação de pós-doutorado pela Universidade de Toronto, Departamento de Química. Ela é bacharel em Química pela Universidade de Victoria e Ph.D. em Química pela University of British Columbia.

LOUISA STANLAKE

Graduado em Engenharia Civil pela UNESP de Bauru, pós-graduado em Engenharia de Manutenção pela UFOP e MBA pelo IBMEC – RJ. Já atuou como supervisor no Planejamento e Controle de Manutenção de Via Permanente e na Manutenção de Via Permanente em várias localidades na FCA (atual VLI), atuou também como líder técnico de Projetos Ferroviários e na Engenharia de Via Permanente da Vale, onde pesquisou e desenvolveu novos materiais e processos de superestrutura de via permanente para ferrovias Heavy Haul. Atualmente, atua como engenheiro de via permanente na gestão do conhecimento e em soluções integradas no Centro de Excelência da Vale, onde é gestor técnico da Cátedra Under Rail. Participa de grupos de trabalho de normatização e de estudos de ferrovia. Interessa-se por dormentes e fixações ferroviárias, pavimento ferroviário, indicadores de desempenho e gestão de via permanente ferroviária.

LUCIANO DE OLIVEIRA

Engenheiro Metalúrgico e Mestre em Engenharia de Materiais pela Escola de Minas/UFOP. Especialista em Engenharia Ferroviária pela PUC Minas. Doutorando em Engenharia Mecânica pela Escola Politécnica/USP. Já atuou nas indústrias Aeronáutica, Automobilística e desde 2011 está na Ferrovia atuando como Especialista em Materiais de Via Permanente e Contato Roda-Trilho na VLI Logística. Também é pesquisador do Laboratório de Fenômenos de Superfície (LFS - Politécnica/USP), professor de pós-graduação em Engenharia Multimodal na PUC Minas e professor de curso Técnico em Estradas no Senai/FIEMG.

THIAGO VIANA

Engenheiro Civil formado na UEMA, mestrado em geotécnica na UFOP e Doutorado em Engenharia (IME) com ênfase em Infraestrutura de Transportes e Geotecnia, atuando em projetos e pesquisas no âmbito de dimensionamento de pavimentos ferroviários utilizando ensaios especiais e modelagens numéricas. Atua como pesquisador no Laboratório de Ferrovias do (IME) e atualmente a frente da Gerência de Engenharia de Projetos de Expansão na Rumo Logística. Já atuou como Engenheiro nas empresas Vale e VLI, José Carlos tem diversos artigos publicados em congressos nacionais e internacionais.

JOSÉ CARLOS SILVA FILHO

Engenheiro Master na Vale S.A. Atua na área de confiabilidade da via permanente da EFVM. Análise de falhas, defeitos, análise crítica de projetos a serem implantados, treinamentos técnicos, elaboração de padrões técnicos, gestão e fiscalização de equipes de manutenção de via permanente. Renato também trabalhou entre 2013 e 2014 na MRS Logística como Especialista Ferroviário. Possui graduação em Engenharia de Produção pela Universidade de Ouro Preto (MG) e pós-graduação em Engenharia Ferroviária pela Univix.

RENATO LATALIZA VASCONCELOS

Leonardo Soares iniciou sua carreira na ferrovia em Fevereíro de 2004. Atualmente é Gerente de Engenharia de Desenvolvimento Ferroviário da RUMO Logística, sendo responsável por projetos de alta complexidade técnica, como novos projetos de vagões, estudo de contato roda trilho, melhores práticas de materiais e manutenção ferroviária. Trabalhou como consultor em engenharia ferroviária na Agência Nacional de Transportes do Brasil e em outras ferrovias, assumindo as posições de Gerente de Manutenção de Via Permanente, Especialista Residente de Via Permanente e Coordenador de Engenharia. Responsável pela implementação e teste da instalação de dormentes de compostos plásticos, estudos de grande escala e degradação da geometria em função do transporte. Membro de comitês técnicos de regulamentação e padrões brasileiros para infra-estrutura, trilhos, dormentes, lastro e rolamentos. Ele é membro da AREMA desde dezembro de 2011.

LEONARDO SOARES

Aldo é formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais. Tem Mestrado em Geotecnia, Pós-Graduação em Engenharia de Transporte Ferroviários pelo Instituto Militar de Engenharia e MBA em Gestão de Projeto pela Fundação Dom Cabral. Trabalhou como Especialista Ferroviário na MRS e Gerente de Via Permanente na VALE. Atualmente trabalha na Braskem com Desenvolvimento de Mercado. Tem experiência em gestão de contratos nacionais / internacionais; Experiência em obras de grande porte, construção de ferrovias e terminais ferroviários; Análises de benchmarking de custos e processos com empresas ferroviárias líderes no mercado internacional; Experiência em Planejamento e Controle da Manutenção de Via Permanente.

ALDO MARCONI

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Pará (1989), mestrado (M.Sc.) em Engenharia Civil na área de Estruturas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1992) e doutorado (Ph.D.) em Engenharia Civil e Ambiental na área de Engenharia Estrutural, Mecânica e Materiais pela University of California at Berkeley (2000). Atualmente é professor associado IV da Universidade Federal do Pará, onde atua como Vice-Diretor da Faculdade de Engenharia Ferroviária e Logística, e Sócio da Empresa Dynamis Techne (Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da UFPA - Universidade Federal do Pará). Tem 29 anos de experiência na área de Engenharia Estrutural, atuando principalmente nos seguintes temas: métodos computacionais para análise de estruturas (Análise Estática e Dinâmica, Linear e Não Linear), projeto estrutural e/ou avaliação experimental (ensaios, instrumentação, monitoração e provas de carga) de grandes estruturas: pontes rodoviárias e ferroviárias, passarelas, estruturas portuárias, edifícios de múltiplos andares, estruturas metálicas de cobertura, estruturas de linhas aéreas de transmissão (torres e cabos), barragens de concreto, e estruturas de contenção de orlas. Já desenvolveu vários trabalhos de avaliação numérica e experimental (com provas de carga dinâmica), e verificação de projetos de pontes ferroviárias da MRS e VALE, das quais se destaca a ponte Rodo-Ferroviária sobre o Rio Tocantins, com 2320m de extensão.

REMO MAGALHÃES

Mestre em Engenharia e Ciência de Materiais e Engenheiro de Materiais pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, Especialização em Transporte Ferroviário de Carga pelo IME, atualmente é Especialista Ferroviário da MRS Logística S.A. com 14 anos de experiência Ferroviária, sendo 10 anos na área de Waysides.

NILTON FREITAS

Engenheiro Civil formado pela UFMG em 2009. E especializações em Transporte Ferroviário de Carga pelo IME e MBA em Gestão Estratégica por Processos pelo IBMEC. Experiência de 13 anos na manutenção e projetos de Via Permanente com passagens pela ALL e Vale, atualmente é o responsável pela Estratégia de Manutenção de Via Permanente na MRS Logística.

PAULO GONZAGA

Na Vale desde 2011. Engenheiro ferroviário na Estrada de Ferro Carajás (EFC), responsável por processos relacionados à performance de trilhos ferroviários e assuntos correlatos. Mestrado em Engenharia de Processos, especialização em Engenharia Ferroviária, especialização em Gestão de Processos Industriais e graduação em Engenharia de Produção. Experiencia profissional em assuntos relacionados a estruturas metálicas, equipamentos de grande porte, esmerilhamento de trilhos, gerenciamento de atrito, contato roda trilho, pesquisas e desenvolvimentos relacionados à performance de trilhos ferroviários.

BRÁS SENRA DE OLIVEIRA

Consultor Ferroviário na empresa CH Vidon. Fernando trabalhou por mais de 20 anos na MRS Logística. Possui Graduação em Engenharia Civil na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Mestre em transportes pela COPPE UFRJ e MBA pela fundação Dom Cabral. Na MRS Fernando ocupou os cargos de  Assistente de Engenharia, Especialista Ferroviário, Engenheiro Residente, Engenheiro Chefe, Gerente Geral de Engenharia e Consultor Ferroviário.

FERNANDO CÉSAR DE MOURA E SILVA

Especialista ferroviário na MRS Logística há 7 anos. Engenheiro Mecânico formado na UFJF, mestrando em Engenharia de Transportes no IME, atua área de Material Rodante com ênfase em dinâmica ferroviária utilizando software multicorpos e instrumentação com foco em aumento de velocidade, contato roda trilho e melhoria no desempenho de truques.

LUCAS VALENTE

Hubert é o gerente de contas principais da América Latina na Voestalpine Schienen GmbH. É mestre em Administração de Empresas Internacionais pela Universidade de Innsbruck (Áustria) e Universidad del Pacífico (Lima, Peru). Após 10 anos de experiência em vários projetos de infraestrutura da América do Sul, ele está na Voestalpine há 2 anos, onde é responsável pelas vendas da área ferroviária na América Latina e na Península Ibérica. Juntamente com sua equipe, ele oferece produtos ferroviários de alta qualidade, com design de aço especial, visando menor LCC e mais alto RAMS, além de serviços adicionais para os operadores ferroviários, a fim de criar parcerias a longo prazo.

HUBERT OBERHUBER